BLOG - DESCRIÇÃO

NAMORO NA DOUTRINA

"Os espíritos, encarnados e desencarnados, se aproximam sempre por duas premissas: afinidade ou cobrança. E mesmo na segunda opção, cobrança, é necessária uma afinidade vibratória inicial.
Partindo destes princípios podemos considerar natural a aproximação interessada de membros da Doutrina, que vêem no outro uma possibilidade de estar junto de quem compartilha dos mesmos ideais de fé e convivência social (sem álcool, drogas e com uma conduta a ser seguida).
Assim inicialmente se formam os casais dentro da Doutrina... Com uma afinidade no trabalho espiritual, algo que chama a atenção e parece haver um “reconhecimento mútuo. Passam a trabalhar juntos com mais freqüência e logo acabam se encontrando fora do Templo, sem uniforme, para conhecerem suas personalidades.
Dentro do Templo, de uniforme, nós somos “seres de Luz! Refletimos a energia de nossos Mentores e atraímos fortemente a todos que possuem alguma necessidade espiritual. Deste modo, pacientes, e médiuns iniciantes, sentem-se naturalmente atraídos pelo médium que já possui todas suas Consagrações.
O Centurião consagrado deve ter total consciência desta condição e evitar a todo custo qualquer tentativa de aproximação, que seja fora da missão, quando estiver de uniforme. Quando se está de uniforme o quê atrai é a Luz de nossos Mentores, e a ela, todo respeito! Estaremos em nossa Individualidade e esta não compartilha os desejos de nossa personalidade.
Por isso o encanto que as Ninfas de branquinho possuem pelos Instrutores. Pode ser o “mais feio do Templo, mas quando está de uniforme e emanado pela Luz de sua Princesa, sempre se verá lindo!
Um Instrutor jamais pode permitir uma aproximação interessada! Se um relacionamento estiver previsto para ocorrer entre ele e uma aspirante, irá ocorrer de forma natural. Irão, inesperadamente, se encontrar fora do Vale, sem qualquer planejamento e mesmo assim, somente após não participar da instrução da Aspirante, é que poderá considerar a “possibilidade.
Os Aspirantes estão sedentos da Luz que emanamos! Aproveitar-se desta condição é o mesmo que pedir a Pai João que coloque sua guarda em seu calcanhar! Não que ele vá lhe castigar... Só vai deixá-lo a mercê do próprio carma... Isso bastará!
Em relação aos pacientes é ainda mais grave! Salve Deus! É como um médico aproveitar-se de seus enfermos que o vêem como a esperança de sua cura.
Portanto, concluímos que os relacionamentos podem acontecer e trazerem muita felicidade, mas para o Templo quem vai é a sua Individualidade! Não é você e seus desejos! Quem atrai não é sua beleza, simpatia e charme, é a Luz de seu Mentor! Usar esta atração para sedução ou satisfação de seus desejos da personalidade, equivale a usar sua mediunidade para obter benefícios!
Deixem a vida acontecer! Não precisa forçar nada. Tudo acontece na hora certa e quem você terá que encontrar se fará presente também fora do Templo. Nossos Mentores cuidarão para que os encontros aconteçam sem você manchar sua mediunidade com seus desejos."

NAMORO NA DOUTRINA | Templo Izanor do Amanhecer